quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Mito da Dominação Social

Mais um mito que merece ser esclarecido. Religião foi feita somente para ser um instrumento de dominação social. Entretanto, como diz o título do post, se trata de mais um mito. A crítica pode vir nesses termos:

Neo-ateu - A religião foi algo inventado só pra manter o povo na linha.

Os erros são fáceis de serem encontrados e assim refutando o argumento. O primeiro deles é que o argumento se trata de uma falácia genética, aliás, uma grande enorme gigantesca falácia genética. Você pode ler mais sobre isso no post Religião é só algo cultural. Neste post há um vídeo do doutor William Lane Craig explicando o que é uma falácia genética. Basicamente se trata da tentativa de invalidar uma crença a partir de como se chegou a acreditar nela.

O segundo erro no argumento é um fato histórico. Se o objetivo dos primeiros líderes cristãos era dominar o povo e se aproveitar de sua boa fé, sinto dizer, mas eles eram bem ruins nisso, pois fizeram exatamente o oposto. Citando Jesus Cristo, Paulo de Tarso e Simão Pedro, os primeiros principais líderes do cristianismo, todos eles morreram de forma trágica. Jesus foi cruelmente crucificado (todos sabem bem), Paulo foi decapitado e Pedro foi crucificado, só que de cabeça para baixo. Acredito que alguém seria incapaz de morrer por uma mentira que tenha inventado. Paulo e Pedro não iriam morrem à toa, por uma mentira, e é muito difícil se provar o contrário.

O terceiro erro é que o argumento também é um ad consequentiam, ou seja, uma falácia de apelo às consequências. Basicamente se trata da tentativa de anular uma crença apontando suas consequências desagradáveis.

O quarto erro são as controvérsias desse argumento. Por exemplo, os EUA é um país com maioria religiosa e é um país onde não se pode dizer que há um "controle de massas". A Itália é um país com maioria esmagadora de Católicos, e duvido que alguém diga que é um país onde há dominação social. Em contrapartida vemos países como China, Coréia do Norte, Cuba e Venezuela que controlam jornais, TV, internet e mantém forte repressão sobre o povo. Proíbem inclusive a manifestação religiosa, são nações declaradamente ateias. E aí, quem é o povo reprimido e controlado?!

Basta um pouco de estudo filosófico e histórico para compreender que esse argumento é incapaz de invalidar a crença cristã.

2 comentários:

  1. Vale ressaltar também, que se Paulo quisesse ser um Líder, bastava continuar como judeu. Pois Paulo tinha boa posição no judaísmo e teria sem dúvidas, em termos de poder político, um poder maior do que teve como cristão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. E podemos adicionar ainda a questão profissional, pois segundo a tradição, Pedro era líder dos pescadores da região.

      Excluir

Você também pode gostar de